OPINIÃO + REFLEXÃO

Quer ou não quer?

Um tema sobre o qual percebo um certo silêncio e um certo mal estar é o fato de que os governos social democrata cristãos brasileiros – de FHC a Dilma – foram acusados, a seus tempos, de serem gastões em função de seus programas sociais.

Desde a saudosíssima Dona Ruth, cientista (!!) que teve que peitar abertamente poderosos ministros e usar de sua tradicionalíssima doce firmeza para realizar os primeiros programas de resgate, até Dilma, com programas vitais como o falecido Bolsa Família, o Farmácia Popular, a desoneração da cesta básica, o controle público de tarifas… públicas (!!) e programas já mais complexos como o, para provocar, Ciência sem Fronteira (sim!!!) foram sempre acusados de destruir as contas públicas, serem deficitários e jogarem o equilíbrio fiscal no ralo.

Além de serem perpetuadores da malemolência estrutural brasileira (este é certamente o maior dos absurdos).Pois bem. Mas, há uma questão que não vejo ser debatida ou enfrentada pelos iguais.

Queremos, ou não queremos, acabar com a fome, com o analfabetismo funcional, cívico e ético, com a mortalidade infantil, a miséria, com os mortos vivos andando pelas ruas das cidades e os efeitos destas mazelas nas nossas vidas. Sim, nas nossas vidas, dos que não sofremos de nenhum destes males elementares.

Dos iguais. Vai tudo bem por aí? Porque, só para lembrar, Guedes só balançou no momento em que se mexeu para arrumar dinheiro para “dar para pobre”.

A questão é simples. Quer ou não quer?….

Dispenso observações profundas do tipo “mas, é preciso ver no quê e como gastar” e também as observações do tipo isto é populismo, fábrica de vagabundos e coisas assim. Fique apenas na cantilena do equilíbrio fiscal, por favor.

Ah, sim, e pode deixar de comentar o fato de que votou para acabar com um programa, para eleger alguém que fez o mesmo, piorado, só que aumentando o seu imposto e dando calote no seu precatório.

O fato é que as próximas gerações terão muito o que fazer… só espero, como sempre digo, que sejam clementes com nossa memória.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s